Ejaculação Precoce e seus Tratamentos

4.8 (96%) 5 votes

A equipe de estudiosos Masters Johnson citação que um varão sofrem de ejaculação extemporâneo se ejacula de antemão que seu parceiro atingir o orgasmo em mas de 50 % de suas relações sexuais. Outros psiquiatras definiram a ejaculação antecipado o varão ejacula menos de 2 minutos depois a penetração, porém uma busca feita por Alfred Kinsey nos anos 1950 demonstrou que 3/4 de todos e cada um dos homens ejaculam em menos de 2 minutos depois a penetração, em mas da metade de suas relações sexuais. Atualmente, a maior parte dos especialistas definem a ejaculação extemporâneo, como a falta de controle ejaculatório a tal quesito que interfere com o muito-estar sexual emocional de um ou este e aquele os amantes.

Mais ou menos 75 % dos homens experimentarão uma vez em sua vida uma ejaculação antecipado, que a taxa de domínio da ejaculação extemporâneo como um transtorno médico localiza-se mundialmente em por volta de 30% dos homens. Os urologistas terapeutas sexuais acham que a ejaculação antecipado desculpa frequentes complicações emocionais, tanto para o paciente como para o seu parceiro, suplementar à desenlace repentina do ato sexual.

Qual Processo Físico ocorre na Ejaculação Precoce

O processo físico da ejaculação requer duas ações sequenciais: a emissão a expulsão. A emissão é o primeiro mecanismo envolve a deposição do líquido seminal dos canais deferentes, vesículas seminais da próstata para a uretra ulterior. A segunda tempo da expulsão do sêmen inclui o encerrado do pescoço da seguido de contrações rítmicas da uretra, por meio dos músculos pélvicos do períneo relaxamento salteado do esfíncter extrínseco da uretra.

Acredita-Se que o neuro transmissor serotonina (5HT) possui um papel medial em articular a ejaculação. Em diversos estudos com animais, demonstrou-se que possui um efeito inibidor da ejaculação modulando por intermédio de certas áreas do cérebro,[6] envolvidas no controle ejaculatório, em próprio o núcleo para giganto celular. acredita-Se, então, que os baixos níveis de serotonina na fissura e o mais nestas áreas privadamente do cérebro podem motivar a ejaculação adiantado. Esta teoria é apoiada pela efetiva ação do inibidor seletivo da receptação de serotonina (ISRS), o que aumenta os níveis de serotonina nas sinapses, melhorando a ejaculação adiantado.

Os neurônios motores do sistema nervoso simpático controlam a tempo de emissão do revérbero da ejaculação,[8] que a período de expulsão é executada por neurônios motoras somáticas regionais. Estes neurônios motores estão localizadas nos nervos raquídeos tóraco-lombares lumbo sacros são acionados em uma forma coordenada, chegam a uma suficiente fomento para atingir o limiar ejaculatório a nível do sistema nervoso meão.

A partir de há qualquer tempo, os cientistas suspeitaram de uma participação genética em várias formas de ejaculação prematura. Em pesquisa, 91% dos homens estudados que padeciam de ejaculação adiantado durante sua vida, tinham um familiar direto com o mesmo transtorno de toda a vida.[2] Outros estudiosos notaram que aqueles com ejaculação antecipado têm uma resposta neurológica mas rápida para os músculos pélvicos. Os sexólogos sugerem exercícios fácil relacionados com essa musculatura, que parecem prosperar significativamente o controle ejaculador em homens com esses fatores neurológicos. Varias vezes, estes homens podem se beneficiar com medicamentos antidepressivos, como a paroxetina ou sertralina, fármacos inibidores da receptação de serotonina, porque eles tendem a progredir os tempos de ejaculação. Poucos homens são aplicados cremes anestésicos, embora frequentemente não são recomendadas pelos terapeutas.

A ejaculação adiantado primária cita-se àquela que continuamente houve, desta forma, o sujeito nunca possui comedido a ejaculação. A ejaculação extemporâneo secundária ocorre se instaura em um determinado instante após se iniciar a vida sexual do tipo.

Com frequência, os adolescentes experimentam capítulos de ejaculação extemporâneo durante suas primeiras relações sexuais, porém com o tempo aprendem a prosperar o controle ejaculatório. Em consequência de que há uma extensa versatilidade entre o tempo que leva um varão a ejacular o tempo quando os 2 amantes desejam que o seu relacionamento sexual, os estudiosos começaram a formular uma definição quantitativa da ejaculação extemporâneo. A patente até aqui demonstra que há um Tempo Latente de Ejaculação Intravaginal (IELT, por suas siglas em inglês) média de seis minutos meio de homens de 18-30 anos de idade em uma relação sexual com um amante feminino.

Se se define com a ejaculação adiantado como um transtorno que se localiza em um Tempo Latente de Ejaculação Intravaginal (IELT) menor que o percentil 2.5, deve-se sugerir, logo, que uma ejaculação antecipado é aquela que duração um IELT de 2 minutos meio.[13] conquanto, se aceita o fato de que há homens com um IELT menor a 1,5 minutos que podem estar satisfeitos com a sua realização não reportariam uma falta de controle ejaculatório, porque razão não seriam diagnosticados de ejaculação antecipado. Também, um varão que tenha um IELT mas de 2 minutos deve apresentar-se com a percepção de que possui pouco controle ejaculatório, ter dificuldades interpessoais, de resultado sentir-se pesaroso com a situação, o que lhe enquadrara no diagnóstico de ejaculação antecipado.

Outros distúrbios de ejaculação incluem:

Em uma relação sexual normal, a excitação no varão aumenta progressivamente até a temporada chamada de “planalto”, aproveitando de seu prazer sexual até o instante, que de modo voluntária chega a um orgasmo. O eyaculador extemporâneo não deve continuar na tempo de “planalto”, porém que tem uma excitação rápida uma ejaculação involuntária extemporâneo. Em diversos casos, a ejaculação extemporâneo é um prenúncio de uma quesito psicológica (impaciência, nervosismo, etc.) ou emocional (culpa, angústia, etc.) , em poucos casos é por causa de um transtorno anatômico ou fisiológico.

Causas Orgânicas

A ejaculação adiantado deve ser como consequência de de infecções oportunistas da uretra ulterior da próstata, igualmente de alterações de gênero de neurológico, distúrbios degenerativos, alterações vasculares, medicamentos (antidepressivos, anti-hipertensivos, estimulantes antigripales contendo pseudoefedrina), desequilíbrios hormonais todas aquelas doenças que alteram os mecanismos reflexos da ejaculação.[18] As doenças psiquiátricas, como o transtorno bipolar o transtorno do estresse pós-traumático, podem ocasionar também disfunção sexual.

Fatores psicológicos

O ejacular sem pretensão, abre a porta para a impaciência emocional.

Certos fatores não-físicos comumente contribuem para uma ejaculação adiantado. Mesmo os homens eventualmente subestimam a relação que existe entre o seu muito-estar emocional um ato sexual suficiente, a ejaculação extemporâneo deve ser causada, temporariamente, por depressão, stress relacionado com assuntos econômicos, expectativas pouco realistas sobre sua capacidade sexual, uma história clínica de repressão sexual ou uma falta generalizada de auto. As ativas interpessoais de grupos contribuem para melhorias na função sexual, assim a ejaculação adiantado deve ser causada por uma falta de notícia entre os casais seus círculos sociais, por feridas emocionais ou por conflitos não resolvidos que interferem com a habilidade de conseguir uma intimidade emocional. A ejaculação prematura neurológica deve implicar também a outras formas de disfunção sexual, ou ativar o obstáculo oculto, mormente ao gerar impaciência preocupação relacionada com o seu desempenho sexual. Em outro contexto menos excessivo, a ejaculação adiantado deve responsabilidade-se simplesmente a um estado de extremo libido excitação sexual.

Pequeno número de das mas recentes pesquisas têm focado o papel que deve exercitar o par feminino. Pesquisa de casais recentemente-casados, reportou que o IELT do marido parecia ser afetado pelas fases do ciclo menstrual, de seu consorte, sendo de menor duração durante a tempo de fertilidade (ovulação). Outros estudos sugerem que os homens jovens com casais femininas mas velhos chegam ao limiar ejaculatório com mas rapidez média do que aqueles com casais exatamente a mesma idade ou mas jovens. Apesar disso, assemelhava a que tem uma maior incidência desta disfunção eréctil em homens cuja par sofrem uma proibição do libido sexual, devido ao aumento do temporada de latência entre qualquer relação sexual, fator fortemente relacionado com a ejaculação extemporâneo.

Dependendo de sua seriedade, a ejaculação extemporâneo deve ser reduzida notadamente. Os tratamentos para os casos mas leves é focado em treinar progressivamente ao paciente, melhorando seu condicionamento mental para o sexo o controle de sua fomento erótico.[14] Em casos clínicos, foram apresentadas as drogas que retardam ou eliminam a disfunção sexual. Em casos contados se apela à cirurgia (neurotomia seletiva).

Os antidepressivos inibidores seletivos da receptação de serotonina (ISRS) têm demonstrado ser eficazes em retardar a ejaculação em homens tratados por transtornos psiquiátricos.[19][20] São considerados os ISRS como os mas eficazes para o tratamento farmacológico da ejaculação antecipado, entre eles, Fluoxetina, paroxetina, fluoxetina sertralina.

No México, foram realizados estudos em pacientes com este obstáculo de Ejaculação extemporâneo utilizando um inibidor seletivo de recaptura de serotonina em doses diárias de efeito distendido, Hemidrato do Cloridrato de Paroxetina (Cronadyn). A ração utilizada foi de 15 ou 20 mg uma vez ao dia durante um temporada de três meses, alcançando-se aumentar o tempo em 3,5 vezes com 15 mg até 7,3 vezes com 20 mg[21], Consentindo ao varão determinar a regularidade o instante para ter relações.

Na percepção de parelha o encontro sexual deve se conceder de modo espontânea, não planejada, sem pressão de tempo contido em um envolvente de segurança. Isto se segue 100 % em um tratamento de uso contínuo, onde a liberdade de resolução é do parelha não em um remédio de curta duração.

O anterior corresponde com o estudo do Dr. Marcel Waldinger “The Majority of Men with Lifelong A ejaculação Extemporâneo Prefer Daily Drug Treatment: An Observation study in a consecutive Group of Dutch Men”, quando se menciona que os homens preferem um tratamento de ração contínua, porque favorece a naturalidade no parceiro.

Modificação

Diversos dos medos sexuais podem ser resolvidos em par, dizem os especialistas.

A orientação ensino sexual, é o primeiro passo para cuidar a ejaculação extemporâneo tendem a ser pluridisciplinar.[23] A maior parte dos psiquiatras prescrevem uma série de exercícios que assentem que o paciente recupere o controle ejaculatório. Embora a pretensão dos exercícios é para pacientes com ejaculação extemporâneo, outros homens podem fornecer-se os exercícios com a intenção de ativar suas vidas sexuais. Um dos exercícios mas comuns é chamado de Descontinuar Continuar, documentado por Semans em 1956.

A técnica possui suas variedades, porém objetivo é o mesmo: fazer com que o varão se acostume a sustentar uma ereção por um alongado temporada, conforme se aumente progressivamente a sua tolerância sexual. Um 95% dos sujeitos expostos a esses exercícios conseguem aprender a monitorar a ejaculação entre 5 10 minutos.[14] Ao fazer estes exercícios, o varão consegue uma ereção por seu estimulação ou onanismo. Uma vez conseguida a ereção, este pára a estimulação até o momento que perde a ereção de seu pênis. Nesse tema, retoma a estimulação erógena para conseguir ereções simultâneas. Sucessivamente, por um temporada de numerosas semanas, consegue estimular-se por períodos mas extensos, eventualmente ganhando autocontrole ejaculatório. Com o propósito de a técnica tenha sucesso, o sujeito deve evitar desanimar-se, no processo, ejacula com muita rapidez. Em vez disso, é recomendável que você use a sua resposta sexual humana para aprender como variar sua técnica de modo que obtenha o melhor mas sustentada favor. Outra versão, por ex, é o de estimular o corpo até o breio do pau, com o tempo, continuar a explorar a glande ao passo que consiga progredir o controle. Outras variantes são focados em fortalecer o músculo pubiococcígeo, encontrado em um e outro os gêneros.

A par do paciente costuma ser integrados nestes exercícios. Podem estimular o paciente a utilizar a técnica de Interromper Continuar. o sujeito tenha obtido um correto nível de controle ejaculatório, o par deve logo ser penetrada, primeiramente sem a ritmicidade perspicaz, até o quesito de que estejam prontos os 2 amantes para a ejaculação. Pois pênis do paciente consiga se afazer a estar em seu parceiro, você deve somar ritmos variações, como suas habilidades, utilizando-se também a técnica de Suspender Continuar. Em casos menos severos, o varão consegue superar o transtorno de forma rápida, tornando desnecessários os exercícios com seu parceiro.

Como Tratar?

A ajuda ajuda do par é forçoso para superar o empecilho da ejaculação antecipado. A informação ensejo entre o par evita conflitos conjugais. De outra forma, a participação do par no processo curativo está indicada é tão essencial que se torna um instrumento forçoso para prometer o sucesso do tratamento. Sem o espeque emocional a compreensão de secção de seu parceiro, o sujeito possui poucas chances de obter o nível de relaxamento necessário para a gratificação sexual. Tanto o varão como seu parceiro podem enviar seus sentimentos claramente com sensibilidade. O sujeito deve aprender a satisfazer sexualmente a sua parceira, conseguem a sobrelevação de sua ejaculação antecipado. A ejaculação adiantado, o parelha terá que apoiá-lo com intenção de deste modo não se sentir sozinho sem .

Certas posições tendem a ser mas apropriadas durante a terapia o tratamento da ejaculação extemporâneo.

No caso de consulta por ejaculação extemporâneo de um varão só, sem companheiro, continua-se acompanhar as mesmas técnicas terapêuticas. O término é o mesmo: conseguir a capacidade de auto-controle, porque o varão se conheça melhor a si mesmo a seu resposta sexual, livrando-se de medos, vergonhas, complexos de inferioridade aumentando sua auto-aprecia.

Número reduzido de terapeutas sugerem o uso de dispositivos projetados para entupir uma parte do pênis durante a penetração, minimizando a estimulação do varão sem reduzir a estimulação satisfação do seu parceiro. Outros psiquiatras adicionados à terapia certas posições sexuais que tendem a permitir uma maior duração do ato sexual, incluindo a penetração duradoura do par do paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.